20 junho, 2013

Intercâmbio amigo!

Oi minhas lindas,



    O sonho da maioria das pessoas é fazer um intercâmbio no Estados Unidos, Canadá, Inglaterra e Austrália, mas é caro e blábláblá... Estava pesquisando sobre o assunto em algumas revistas e sites (porque também quero fazer intercâmbio) e descobri maneiras mais baratas de passar um tempinho pelo mundo a fora.
   Hoje em dia as viagens para o exterior é o tipo de coisa que a galera coloca no currículo quando vai procurar emprego. Isso porque o fato de ter contato com outras culturas vale pontos a favor do candidato. E não por acaso, quem encara um curso lá fora, volta sempre diferente, com mais responsabilidade. Além disso, esse tipo de viagem abre a cabeça, o contato com as pessoas de outros países, com outros costumes, faz a gente aprender muita coisa nova. Isso sem falar da vantagem de aprender ou aperfeiçoar os conhecimentos de uma segunda lingua.
   Agora, se você já curte a ideia de viajar, mas acha que essa historia de intercâmbio não é para seu bico, tá na hora de mudar a maneira de pensar. Se você se dedicar e investir em um pacote que caiba no seu bolso, pode ter certeza que seu sonho vai se realizar.

Primeiro passo: Estabelecer a sua meta!
    
   Por mais que o dinheiro seja curto, o segredo é se planejar (como já havia dito). Se parece dificil viajar no ano que vem, que tal planejar para daqui dois anos, ou talvez três anos? O mais importante é você fixe esse objetivo e que pense em todas as estrategias que terá de usar para alcança-los. Esse é o primeiro ponto. Afinal, ninguém vai a lugar algum sem ter um  endereço em mãos. Então, para realizar, você precisa primeiro desejar. E saber exatamente aonde quer chegar!!

Segundo passo: Leia, pesquise e pergunte. 

 Imagina que perfeito: você viajar pro exterior com tudo pago! Pois bem, tem uma forma de ir com quase tudo pago, como por exemplo ser aceita em alguma faculdade do país desejado, no meu caso, Estados Unidos. Tem muitas pessoas que vão para lá com bolsa esportiva. E não existe só a bolsa esportiva, existe também a bolsa acadêmica, que é aquela que você faz a prova para passar e estudar lá (se nao me engano é isso mesmo!)

 "Estudei muito, durante um ano inteiro. E repeti cinco vezes, até conseguir passar". 
                                                                                      Carolina Carvalho, 16 anos.

  A Carol, vai só pagar a passagem, pois a bolsa engloba a hospedagem, transporte, alimentação e até o material que você vai usar durante o curso . E tipo, vale muiiiiiiiiiiiiiito apena fazer essas provas, pois dependendo do curso fica em volta de 40 mil dólares por ano. 
  O que temos que fazer é persistir nos nossos objetivos que sem duvidas vale a pena, por mais que demore.

Terceiro passo: Considere todas as alternativas.

 Outra maneira de viajar sem gastar quase nada é se ingressar num programa chamado Au Pairs, para pessoas de 18 aos 28 anos, que é para você cuidar de crianças e adolescentes, com salario, ferias e hospedagem na casa da família que você trabalhar. O legal de ir para trabalhar com crianças e familiares é adquirir culturas diferentes e aperfeiçoar a língua. Tenho muita vontade de fazer isso, mas infelizmente não tenho idade kkk. Conversei com uma pessoa que foi para os Estados Unidos para trabalhar com crianças. Ela teve que esperar até seus 18 anos para viajar, e disse que valeu muito a pena de ter esperado tudo.

 " Antes de sair do Brasil, fui providenciando meus documentos. Na agencia que me encaminhou para a casa da família a unica coisa que paguei foi uma taxa simbólica  Lá  os pais das meninas arcaram com tudo: meu salário, cerca de US$ 193 por semana, todos os meus custos de transporte e alimentação. Morava na casa deles, e nos finais de semana pegava folga. Também tive 40 dias de ferias, nos dois anos que fiquei lá. "
                                                                     Gabriela Romão da Silva, 24 anos.

 O programa Au Pairs garante custo zero no tempo que se permanece fora. Isso é uma boa, para quem tem pouca grana! Mesmo para menores de 18 anos, há opções de trabalhar e custear os estudos lá fora. As universidades abrem vagas para quem quer um desconto na mensalidade. Algumas oferecem até ajuda de custo. Normalmente, as oportunidades são nos laboratórios, para uma espécie de monitoria. As vagas são amplamente divulgada e não tem restrições para estrangeiro.

Quarto passo: Invista no planejamento.

 Mesmo se dor pra bancar a sua viagem, o bacana é começar a arquitetar tudo com dois ou três anos de antecedência. Achar uma boa agencia , comparar custos e benefícios de cada pacote e escolher um que cabe no orçamento de cada um. Muitas agencias parcelam em até dois anos. E outras dão um bom desconto à vista. 



Para saber mais!

 Site de algumas agencias que oferecem programas de intercâmbio diferenciados e facilidades - para quem pretende viajar com a grana contadinha!

  • SIS INTERCÂMBIO CULTURAL:

 Viabiliza cursos de línguas estrangeiras em 24 países, high school, programas de Au Pairs e Work and Travel .


  • CI:
 Oferece curso de idiomas em mais de 25 países, intercâmbio de ferias para adolescentes, high school, programa de Au Pairs, estagios e trabalhos remunerados. As viagens podem ser parceladas em até 24 meses.
     
       www.ci.com.br

  • DAQUIPRAFORA:


 A empresa faz recrutamento e seleção de estudantes e atletas que queiram estudar e jogar em universidades americanas, com bolsas integrais ou parciais. O percentual de bolsas depende do desempenho do aluno nas provas de inglês  SAT e TOEFL. Os alunos ficam quatro anos estudando nos Estados Unidos.


Bom amores, é isso, espero que vocês tenham gostado e que eu tenha ajudado alguem !

Beijos,
     Bruna Prestes